Domingo, 23 de Janeiro de 2022
Paraíba EM NOTA

Associações e sindicatos da Polícia Civil da Paraíba repudiam declarações ofensivas de Walber Virgolino: “​sua voz não ecoa na instituição e muito menos é bem quista”

Na nota ainda se destaca o arrependimento da categoria em ter dado o voto ao parlamentar e frisou que a Polícia Civil já abriu os olhos.

14/01/2022 às 12h33
Por: Portal DNN Fonte: Aline Martins - Click PB
Compartilhe:
Categoria emite nota de repúdio contra o deputado estadual, Walber Virgolino (foto). (Foto: Walla Santos)
Categoria emite nota de repúdio contra o deputado estadual, Walber Virgolino (foto). (Foto: Walla Santos)

As declarações ofensivas do deputado estadual, o delegado Walber Virgolino, sobre policiais civis logo após a categoria ter aceitado a proposta do governo do Estado para reajuste, repercutiu negativamente. Nesta sexta-feira (14), 11 entidades representativas das Polícias Civis da Paraíba emitiram uma nota de repúdio contra o parlamentar. Em um dos trechos da nota diz: “Sua voz não ecoa na instituição e muito menos é bem quista”. 

Além disso, o documento, que o ClickPB teve acesso, destaca que por essas declarações e outras razões, os policiais civis repudiam as falas do parlamentar da Paraíba e citou, inclusive, arrependimento de algumas pessoas em ter dado o voto ao deputado. “Que a população da Paraíba abra os olhos, pois os policiais civis já abriram”, consta em um trecho da nota.

Associação e Sindicato da Policia Civil repudiam fala de Wallber Virgolino: "demonstração do seu caráter e da sua falta de gratidão"

A nota é assinada por associações e sindicatos ligados à Polícia Civil da Paraíba tendo como categoria os delegados, peritos, necrotomistas, técnicos em perícia, papiloscopistas, agentes de investigação, escrivães e agentes operacionais de Polícia Civil e de Telecomunicações. Ainda conforme o repúdio, os policiais civis frisaram que as declarações proferidas por Wallber Virgolino não contribuem na construção de uma polícia melhor e vai contra o processo democrático.

Na última quarta-feira (12), Walber Virgolino chamou os policiais civis de “povo fraco, medíocre, corno e desgraça” após a categoria aceitar a proposta do governador João Azevêdo de incorporação de Bolsa Desempenho e reajuste salarial de 10%. O deputado estadual, que defende o presidente Jair Bolsonaro, se posiciona contra o governo do estado e por conta disso não poupou ofensas em seu desabafo. A fala do parlamentar percorreu pelas redes sociais.

Nota de repúdio

As 11 (onze) entidades representativas dos Policiais Civis da Paraíba, que representam os Delegados, Peritos, Necrotomistas, Técnicos em Perícia, Papiloscopistas, Agentes de Investigação, Escrivães, Agentes Operacionais de Polícia Civil, Agentes de Telecomunicações, em nome de todos os policiais civis da Paraíba, vêm repudiar as declarações e ataques proferidos pelo Deputado Wallber Virgolino aos policiais civis, bem como à polícia civil da Paraíba.

Declarações desrespeitosas e infundadas como as que foram proferidas pelo Deputado, em nada contribuem para a construção de uma polícia civil melhor e vai de encontro ao processo democrático, visto que as entidades representam a vontade dos policiais civis, que decidiram de forma coletiva sobre os caminhos a serem trilhados.

Os policiais civis da Paraíba conhecem Wallber Virgulino e sabem que seus projetos pessoais nunca ajudaram a Polícia Civil. Sua voz não ecoa na instituição e muito menos é bem quista. E é por essa e muitas outras razões que os policiais civis repudiam suas declarações e não irão apoiá-lo, e muitos dos que confiaram o voto no

candidato, já se arrependeram. Que a população da Paraíba abra os olhos, pois os policiais civis já abriram.

João Pessoa, 14 de janeiro de 2022.

ADEPDEL ASPOL ASPOCEP ASPPEPB ATENEPOL SINDSPOL

SINDPERITOS SINAIEP SINDAOPCPB SINVPOL SINEPEP

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias