Domingo, 23 de Janeiro de 2022
Paraíba NEGOCIAÇÃO

João Azevêdo recebe representantes da Polícia Penal e categoria aceita incorporação de 100% da bolsa desempenho e reajuste de 10% no salário

A categoria aceitou a proposta de incorporação de 100% da bolsa desempenho em 48 meses e do reajuste salarial de 10% com efeito imediato. Além disso, será concedido o aumento de 24% no auxílio-alimentação.

11/01/2022 às 14h33
Por: Portal DNN Fonte: Emmanuela Leite/ClickPB/Assessoria
Compartilhe:
Para o presidente da Associação Geral dos Policiais Penais, Wagner Falcão, houve sensibilidade por parte do governador em garantir a isonomia entre as forças de Segurança. (Foto: reprodução)
Para o presidente da Associação Geral dos Policiais Penais, Wagner Falcão, houve sensibilidade por parte do governador em garantir a isonomia entre as forças de Segurança. (Foto: reprodução)

O governador João Azevêdo recebeu, nesta terça-feira (11), na Granja Santana, em João Pessoa,representantes da Polícia Penal e após mais uma rodada de negociações, a categoria aceitou a incorporação de 100% da bolsa desempenho e reajuste de 10% no salário.

A categoria aceitou a proposta de incorporação de 100% da bolsa desempenho em 48 meses e do reajuste salarial de 10% com efeito imediato. Além disso, será concedido o aumento de 24% no auxílio-alimentação. 

Para o presidente da Associação Geral dos Policiais Penais, Wagner Falcão, houve sensibilidade por parte do governador em garantir a isonomia entre as forças de Segurança. "Nós hoje temos uma melhor condição financeira, avaliamos os números e, numa votação unânime e sem abstenção, aceitamos a proposta de muito bom grado porque sabemos que o governo cumpre compromissos, sempre mantendo o diálogo aberto”, disse.

“Foi uma grande conquista a de hoje porque a categoria já conhece a sensibilidade do governador e estamos construindo uma instituição forte e humanizada”, comentou a vice-presidente do Sindicato dos Policiais Penais da Paraíba, Carol Brito. 

 “Desde o início, o nosso objetivo sempre foi acabar com essa insegurança dos profissionais provocada pelo bolsa desempenho, apresentando uma solução definitiva e que acaba com o problema de quem vai para a reserva, dando dignidade para quem passou 30 anos se dedicando à segurança do nosso estado e vamos continuar construindo novos avanços”, frisou o governador João Azevêdo. 

O secretário de estado da Administração Penitenciária, Sérgio Fonseca, destacou a valorização concedida à polícia penal. “Nós crescemos muito no governo João Azevêdo, a exemplo da criação da Polícia Penal e do PCCR, e essa proposta que foi feita para todas as forças de Segurança, resolvendo, em definitivo, um problema de mais de 12 anos, cuidando do inativo, dando tranquilidade ao profissional da ativa e parabenizamos a categoria pela decisão sensata que foi tomada”, avaliou 

Ainda participaram do encontro o secretário executivo da Administração Penitenciária, João Paulo Barros, e Manoel Leite (representante do Sindicato dos Servidores da Secretaria da Administração Penitenciária).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias